//Star Wars: Os Últimos Jedi – O filme que ninguém esperava

Star Wars: Os Últimos Jedi – O filme que ninguém esperava

São 2 anos de espera pra esse filme, depois de O Despertar da Força muita coisa surgiu, vários roteiros”vazaram” na internet…. muitas especulações vieram…. mas Rian Johnson conseguiu surpreender a todos nesse filme e fez coisas que ninguém esperava.

É importante começar esse texto falando que não tem spoiler, porém se não assistiu o filme eu recomendo que não leia esse texto…. pode acabar estragando um pouco a experiencia de ver e não queremos isso.

Um sério problema que temos na industria do entretenimento é a falta de novas ideias, filmes muito parecidos, pouca criatividade e o uso das “formulas” que sempre funcionam… quando algum filme foge disso é louvável, pode dar errado? sim… e a maioria dá… mas quando dá certo temos os melhores filmes, é o caso de Star Wars, os Últimos Jedi.

Ninguém acertou absolutamente nada sobre esse filme, esperávamos uma coisa e vimos outra no cinema, isso causou frustração em várias pessoas, que não conseguem digerir que as ideias que criou na sua cabeça não foram feitas, em geral as pessoas não gostam de ser surpreendidas e de ver uma história que não é o comum… Star Wars conseguiu isso.

Rian Johnson tem facilidade para descartar personagens para fortalecer outros, não se prende a nada e conseguiu criar uma história que abre um leque gigante para novas possibilidades, Star Wars deixa de ser a história de uma família para se tornar algo muito maior.

Algo que preciso destacar é o final do arco do Luke, ele conseguiu encerrar essa história da melhor maneira possível, um final digno desse que é o maior personagem da saga. Outra coisa é a direção de fotografia… esse é certamente o filme mais bonito de todos, com muita imagem que usaremos nos nossos wallpapers por muito tempo.

Os Últimos Jedi abre um mundo de possibilidades, abra sua cabeça e não se prenda ao que já foi feito.

Christopher Paes é publicitário por formação e também por opção, trabalhou muitos anos em departamentos de Marketing e agora está no “fantástico mundo das agências de publicidade”. Mídia sempre foi o seu principal talento, mas também trabalha com criação e social media.